Flash Mestrinho

Fala-me do teu corpo
Do desejo agridoce
Do amor realizado
Do leito escaldado
No tempo dilacerado
De sons delirantes
Colhidos neste instante
No desejo de gemer
E muito mais querer
O passar impiedoso do tempo
Não longe deste pensamento
Senti o calor da tua cama
Fresca, jovem e nua Dama
Neste corpo surrado
e por ti maltratado
É Como gravar uma imagem
na única muralha que se ergue perante mim
onde a tua beleza é flor de jasmim
Que dedilho impiedosamente
Com o devaneio entre mente
Uivo à minha luxúria
Tomo-te em controlada fúria
Em dança alucinada
Faço de ti uma Mulher desejada


© Mestrinho