Império dos sentidos

Ontem estava assim:



Sou cavaleiro que chega na calada da noite, montado em sonhos de esperança, iluminado pelas promessas do amor e abraçado pela dor. No teu olhar procuro o teu leito, que me aquece na gélida noite em que bati na tua porta. Na noite escura em que agasalhaste no doce calor da tua ternura a minha armadura.
Por quê me deixaste neste leito? Tenho frio...
Olha para os meus olhos, que escorrem lágrimas de sangue. As lágrimas soltas pela tua ausencia são salgadas, sabem à saudade.
Como foi curto este amor e é tão longo o seu esquecimento...




Hoje acordei, transformei este pesadelo em esperança. Abracei a vontade de viver o presente no caminho de um futuro. Senti o cheio de um momento infinito. O momento em que voltei a abrir o meu coração a uma nova vida, na esperança de cobrir e pisar esse sentimento nefasto que assola a minha existencia.
Hoje sou um principe mas não sou encantado. Conquistei o meu castelo, dominei a minha princesa. Hoje sou imortal com este poder de viajar entre o real e a fantasia. Reinaremos neste império de Amor, não eternamente mas para sempre.


Hoje estou esperto, ágil e selvagem....

Moldei-me com a experiência.



Mesmo assim afirmo com palavras que não são minhas, mas com o sentimento que o é.


“O beijo nasceu quando o primeiro réptil macho lambeu a primeira réptil fêmea, significando com isso, de maneira sutil e elogiosa, que ela era tão suculenta quanto o pequeno inseto que ele jantara na véspera”

(F. Scott Fitzgerald)

© Mestrinho

Comentários

Joaninha disse…
Leitura ótima... Bom gosto para a escrita, rapaz... Já o meu blog, como pôde ver, é uma palhaçada só...rs Ainda bem que além de romântico você tem bom humor!! Um abraço, volte logo...
Neith disse…
Mais uma vez...palavras escritas com mestria. Gostei de te rever :) Beijinhos
Teresinha disse…
Muito bonito. =) um beijo, um abraço e um sorriso.
Doceli disse…
Foi tão bom ler as tuas palavrinhas, principalmente quando mais precisava delas...És lindo, sabias?...Nunca vou eskecer...Obg... Não fiques admirado por gostar tanto do teu blog e ter levado os selos comigo...Afinal a idade não conta...Conta é aquela que sentimos ter... lol... O Teu Império dos Sentidos tá lindo, aliás cm tudo... Continua sempre assim...Beijinhos
Fallen Angel disse…
O truque, no fundo, é sempre esse... transformar o mais negro dos pesadelos num sonho de esperança. O problema é que por vezes o preço que pagamos por isso é demasiado alto... mas enfim. O que importa é que avancemos. Para algum lado, não importa se para trás se para a frente. Um abraço, bom fim de semana
íris disse…
Olá :P
lindo textinho ^-^ gostei muito e das imagens também :P
Desejo-te um optimo domingo... e espero que n tenhas k trabalhar mt x.x tipo foi lixado teres de trabalhar no dia do carnaval x.x n á direito... x.x
Beijao :)
cuida-te *********
polittikus disse…
Belo texto. Soltas-te a vontade de viver que havia em ti...
Plantacarnivora disse…
A experiência serve para isso mesmo e tambem. Dá-nos traqueijo, mas não é tudo, pois corremos o risco na mesma de cometar os mesmos erros de formas diferentes, pois nada se repete como da 1ª. vez... Beijócas e boa sdt (semana de trabalho)
Xandy disse…
Olá...So mando este comentario para avisar que mudei o servidor de meu blog. O sapo esta cada vez pior. Agora terei que comecar tudo desde o principio pois perdi todo o conteudo que já tinha editado...:-( Terei que comecar tudo de novo!!!meu novo blog: http://azoresgay.weblogger.com.br Um Abraço, Xandy
MissLadyMystery disse…
O amor conquista-se aos poucos, e torna-nos imortal pelo simples facto de existir, de existir em ti e em quem amas...Talvez por isso a saudade aperte quando a presença de quem amamos é requerida mas não satisfeita...Um beijo doce
blueshell disse…
A minha alma chora; meus olhos estão secos!...(aos domingos reunia-se toda a família...entendes?)
Desculpa...mas não li convenientemente o teu “post”, por isso, não vou comentar. Jinho
tanya disse…
Gostei muito das tuas palavras, como sempre... lol Gosto muito do que escreves todas as tuas palavras parecem sinceras e verdadeiras... Adoro vir aqui, acho que já te tinha dito isto... lool Beijinhos migo
sweet_helly disse…
O amor dói e deixar tristeza quando termina, mas mesmo assim vale sempre a pena vivê-lo... Como aprendemos a ser mais sensíveis e carinhosos, mas também a ser mais agéis e perspicazes. O amor, afinal de contas, só nos pode ensinar como é bom o vivermos.
meialua disse…
O amor é assim mesmo, feito de enganos e desenganos, tristezas e alegrias, ilusoes e desilusoes... E esperanças que tentamos manter vivas e enérgicas... ;o)
Boa semana. beijos*
Kris disse…
Oi!!! Tem sido 1 luta constante tentar comentar aki. Pra ñ falar no facto de ñ conseguir actualizar o meu blog :-( Já tou plos cabelos com este sapo. Continua a adorar este cantinho, continua ;-) Bjokas
roger disse…
Há uma visão do amor que se liberta de uma forma avassaladora...

1 abraço.

fika (eternamente) bem ;)
Vinicius Factum disse…
Mestrinho, tudo bom?
Olha, seu Blog já faz parte de minha Bibliotec@. É um dos meus favoritos!

Abs,

Vincius Factum - Blog de um Cidadão
Papoila disse…
Belíssimo este texto Mestrinho o amor conquista-se pelo caminho do sonho , no momento em que abraçamos a vida e a passo e passo alcançamos a imortalidade... O texto é magistral, Mestre! Belo
Mestrinho,
É bom quando no amor conseguimos andar entre a realidade e a fantasia.
Abraço.
lua branca disse…
Mais uma vez encontro a tua face,

Ó minha noite que julguei perdida.



Mistério das luzes e das sombras

Sobre os caminhos de areia,



Rios de palidez que escorre

Sobre os campos a lua cheia,



Ansioso subir de cada voz

Que na noite clara se desfaz e morre.



Secreto, extasiado murmurar

De mil gestos entre a folhagem



Tristeza das cigarras a cantar.



Ó minha noite, em cada imagem

Reconheço e adoro a tua face,

Tão exaltadamente desejada,

Tão exaltadamente encontrada,

Que a vida há-de passar, sem que ela passe,

Do fundo dos meus olhos onde está gravada.
Ariadne disse…
Fitzgerald acertou mesmo na MOSCA, heim ?!! hehehe...

Jokas pra ti
BB

Mensagens populares