Abstracto


Adolphe - William Bouguereau
The Return of spring 1886


O amor é cego e isso não nego.

Pairam ascendentes seduções.
Suaves recordações.
Invisíveis fontes puras
Acordam na memória viajante.
Aquele olhar radiante

Saudade
Sensível
Arrepios simples

Forro íntimo do sentimento

Gesto silencioso
Que se projecta no peito
Ardor nostálgico
murmúrio terno
seiva melancólica
Aquele olhar radiante
Alimento da sensualidade.

Do fetiche ao abstracto
O corpo, é significado;
a possibilidade da fantasia.
O conter da utopia à metátese*
O poema nunca fala de um louco;
É escrito por ele próprio.

Amar é enlouquecer, ou simplesmente sentir um brisa no olhar.
Um olhar que penetra e chega onde quer e conquista.
Amar é envolver-se, é deixar-se conquistar...

....é simplesmente viver o momento.

* transposição dos termos de um raciocínio do qual se deduz uma consequência.


© Mestrinho

Comentários

Sara Calado disse…
Do feitiche ao abstracto :) simplesmente perdi-me nas tuas palavras, reencontrei-me na última frase, que diz tudo. Amar é viver o momento. Um beijo especial
eternapartedemim disse…
Também eu me deixei "conquistar"... pelas tuas palavras! Adorei! Beijocas e bom fim-de-semana.
andrye disse…
Amar é..simplesmente amar.. n existem palavras q consigam descrever esse sentimento lindo.. bom fim de semana.beijokas grandes.
eternapartedemim disse…
Cá estou eu de novo... desta vez para te pedir mil desculpas (pela asneira). Ando sempre a experimentar coisas novas... ihih e de vez em quando faço destas burrices!...Beijinhos e um super cool weekend.
Manfeta disse…
As tuas metáforas estão cada vez melhores. Noto uma corrente de inspiração. É giro. De facto a imensidão do sentimento, do momento toma contornos abstractos. Na gramática metátese é transpor um fonema dentro do mesmo vocábulo. Eu adoro figuras de estilo, ou retórica.É ainda conhecida como comutação. Enfim, eheheheh beijos e bom fim de semana.
feedbacktofeedback
Lidiane disse…
Oie! Passei aqui para ver seus posts maravilhosos, e como era de se esperar, sempre saio daqui boquiaberta com tanta coisa linda.
Bom final de semana
beijos
Maria Papoila disse…
A abstração do amor, com rigor matemático, deixou-me fascinada! Espantoso este poema! Beijo
Wiviane disse…
Olá eu aqui!
Estou passando para convidar você para ver as novidades lá no meu blog, agradecer a sua visita e o seu carinhoso comentário, será sempre bem vida ao meu cantinho.
Que texto show!
Amigo gostaria de te pedir uma coisa, será que vc pode me mandar essa figura de guerreira do post anterior?
Caso sim me passe por e-amil.
desde já obrigado.
Tenha um ótimo sábado.
Beijos, Wiviane.
Luna disse…
o k dizer?????? amei cada linha, cada definiçao.... adoeri a verdade que ns cega no amor... beijoooooooooossssssss
Wiviane disse…
Olá!
Desculpe por ter me enganado sobre o seu sexo, mas é que não vejo em nenhum lugar no seu blog suas caracteristicas, por isso a confusão. Desculpe mesmo. Espero que não tenha ficado triste comigo.
Valeu pela figura da guerreira.
Fiquei muito feliz, pois é ima imagem muito lindo.
Tenha um sábado maravilhodo.
Beijos, Wiviane.
blocas disse…
Pois é, amar é um momento apenas, dps resta relembrar, ter saudade...
Adorei o testo, ta magnifico, mas faz doer...
Tudo de bom
a amante disse…
Mestre nem sabes como te dou razão, o amor é cego, é mentiroso, é traiçoeiro é sem duvida um momento.
Pena estes momentos marcarem
jitos
a amante disse…
Mestre nem sabes como te dou razão, o amor é cego, é mentiroso, é traiçoeiro é sem duvida um momento.
Pena estes momentos marcarem
jitos
cusco disse…
Gostei da metáfora "abstrato" com a relalidade do amor, poetizaste perfeitamente. Abraços
mariah1979 disse…
Um beijo e um bom fim de semana para você também.
Papoila disse…
Vagueei pelo abstrato na procura incessante do amor, da sedução do sonho... Detenho-me para viver o momento "O poema nunca fala de um louco; é escrito por ele próprio."
Beijo
Manefta disse…
Só para te dizer que tem recadito para ti lá nos comentários , em resposta ao teu. Beijos
nina disse…
bonitos textos os teus!
beijinho
meialua disse…
Ola Eca, adorei a mudança...
Mudaste das nuvens para Estrelas! :P
Está bonito sim sr.
As palavras continuam intensas e mágicas.
e porque hoje é um dia mágico...
Feliz Halloween!
Rsssssss
beijokas amigo*
zezinhomota disse…
Agadeço suas visitas e pela simpatia nos seus comentários, mas tambem verifico aqui no seu blog ter bom gosto poético. boa semana para si e familia.
ZEZINHOMOTA
Carlitah disse…
Como o sentimento contido, fiquei sem palavras, das palavras com que "jogas". O teu poema descreve o fio existêncial de uma sensualidade notável de lêr. As músicas e o blog são de muito bom gosto.
São todos de tua autoria? Eh poeta, que desgarras nas palavras, tornas sonhos em doces melodias. Bjo
Lili disse…
Oi, Mestrinho! Este poema é uma ótima preparação para o fim de semana. Que o seu seja ótimo! Bjos.

Mensagens populares