Ted Nasmith

Sufocado no meu ser,
enquadrado no gênio
e desviado da mente,
Vingança em silêncio
do amor indencente.

Com um anel de diamante,
muito brilhante.
Que cairá
E que denunciará
O ser angustiante,
Quando tu de mim, aproximar.
Este é o meu juizo,
o meu ódio e o teu riso.

Venceste.
Não posso mais.
Muito mais te tirei,
do que entregaste.
Inútil luta.
Tombei.
Ganhaste.
Esta parte.

Lutaste como ninguém.
Segue livre nos teus passos.
Se um dia a tristeza chegar,
não me culpes pela dor,
com sabor de ressentimento sábio.
Sabor diferente do teu lábio.
Segundo o meu aprendizado,
nada poderia ser questionado.

Venci, venci não na razão....
Apenas na paixão...


© Mestrinho