Por Adam Martinakis Explore Photo Realistic Surrealism

Em verso livre, harmonia e sentido…
consequentemente,
soltam-se rimas,
ou talvez não,
para dizer em ritmo,
da música à alma.
Consequentemente,
das palavras que dão forma,
que do nada se transformam em tudo,
palavras que narram a história,
à feição dela,
com sonoridades sábias.

Mas a jovem,
nesse momento transgride,
os seus ideais, mil vezes sonhados.
quando chega, profunda na alma,
tal como ela suspira,
“É liberdade, possuir,
por momentos fortes,
com sensualidade de seda,
como uma Histórias de amor,
uma história cheia de melodias.”
São estas palavras de afeição,
esse sussurro nas frases,
que nos dá um “ar” de perfeição.
Não esquecendo,
os sentimentos vergonhosos(bons, não?),
consequentemente,
da causa ao efeito, onde...
nem tudo é pensado,
sentido,
escrito,
descrito,
captado,
respondido.

Gosto quando ela,
aparece e transparece a beleza,
aparência, charme e encanto,
com riqueza nas ideias,
com mestria nos gestos,
com os seus poderes hipnóticos,
que deixa confuso,
em estado caótico,
querendo voar,
como um avião de papel,
saltar e brincar.
Ela faz de mim,
Um menino mimado,
acolhido e acarinhado.

© Mestrinho 8 Fevereiro de 2007